Você já deve ter ouvido falar da Lei Geral de Proteção de Dados, mas você sabe exatamente do que se trata?

A lei que está em vigor no Brasil, desde setembro do ano passado, tem a finalidade de proteger os dados dos usuários


Você já deve ter ouvido falar da Lei Geral de Proteção de Dados, mas você sabe exatamente do que se trata?
Voltar para o blog

A lei que está em vigor no Brasil, desde setembro do ano passado, tem a finalidade de proteger os dados dos usuários

Provavelmente, em algum momento da sua vida, você baixou um novo aplicativo no seu celular ou criou alguma conta on-line, se deparou com as políticas de privacidade e apenas clicou na opção "concordo", sem nem ao menos ter lido as primeiras linhas do que estava escrito. Essa prática é muito comum entre nós, heavy users de redes socias, mas você já parou para pensar com o que você está concordando?

As políticas de privacidade são textos rebuscados, difíceis de entendimento, com o objetivo de fazer o usuário dar o seu consentimento sem saber do que se trata. No entanto, muitas das vezes, a partir desse "sim", as empresas acabam tendo acesso as suas fotos, seus arquivos e inclusive à sua localização.

Sabe quando você está rolando o seu feed do Instagram e surge alguma propaganda de uma empresa que está próxima a você ou que vendem produtos relacionados a sua última pesquisa no Google? São os chamados algoritmos, que estão monitorando as suas atividades on-line, para personalizar anúncio e conteúdo.

Com a falta de fiscalização das empresas, aconteceram casos como o retratado no documentário Privacidade Hackeada, disponível na Netflix. Durante a campanha eleitoral estadunidense, de 2016, a empresa Cambridge Analytica usou os dados de cerca de 80 milhões de usuários do Facebook para traçar o perfil e saber quais pessoas teriam o perfil adequado para receber anúncios divulgando bandeiras específicas de um candidato.

Lei Geral de Proteção de Dados

A Lei de Proteção de Dados, que está em vigor desde setembro do ano passado, traz mais transparência para a forma com que as empresas usam os dados dos internautas. Os sites agora precisam detalhar quais informações serão armazenadas e quais os motivos.

A atualização da permissão do usuário também será atualizada quando se tratar de conteúdos sensíveis, como condições de saúde, sexualidade e posição política.

A LGPD foi inspirada na pioneira lei europeia, aprovada em 2016, que tinha como finalidade combater os cibercrimes na Europa.

Quais as consequências do descumprimento da LGPD?

As empresas que descumprirem as regras impostas pela Lei Geral de Proteção de Dados poderão receber advertências, multas – de até R$ 50 milhões – ou a proibição total ou parcial de suas atividades.

Como se adequar as regras da LGPD?

Mesmo que a empresa seja de pequeno porte, é necessário que exista a preocupação em implementar maneiras de prevenir, detectar e solucionar violações dos dados dos usuários.

As organizações devem apostar na cibersegurança e compliance, para evitar punições e garantir a confiança dos seus clientes em seus serviços e produtos. A Operadora JRC está adequada com a Lei de proteção de dados desde Agosto de 2019. Criou um programa seguro e robusto de Privacidade e Proteção para todos os seus clientes.

whatsapp